Ano novo, Vida nova!

Resultado de imagem para this year i will

Eu faço parte do grupo que gosta da passagem de ano! Ligo imenso a este momento único no ano em que nos é permitido fazer um reset na nossa vida, sabendo que o dia 1 de janeiro é imediatamente a seguir ao 31 de Dezembro mas que podemos começar uma vida nova !

Digo vida nova, não me referindo a grandes marcos ou acontecimentos, mas à força que todos sentimos para melhorar quando nos é dada esta “oportunidade”.

O ser humano não consegue estar sempre no auge da sua motivação, das suas qualidades e desempenho. Mas o potencial está sempre connosco, a toda a hora. Estes momentos de paragem, de fôlego, são importantes para nos permitir “começar de novo”.

Falo da meia-noite mas acho que toda a semana anterior se revela crucial para esta mudança. É uma semana em que nos permitimos cometer excessos, preguiçar, não nos esforçarmos para nada, descansar, conversar, matar saudades uns dos outros – SEM CULPAS! E isto é maravilhoso.

Pelo menos nas próximas duas/três semanas, vamos ter força para cumprir aquilo a que nos propusemos apoiados na ideia de “na última semana do ano já aproveitei o suficiente”.

Gosto tanto de definir propósitos (e também porque sou uma ansiosa crónica) que nos últimos dias do ano já só quero que comece um novo ano para começar a pô-los em prática – mas começar a cumprir os propósitos antes do inicio do ano sabe só a absurdo. Não é permitido.

Este ano, como nos outros, tenho muitos propósitos! O maior problema é que não são conciliáveis 🙂 E é esta a magia do novo ano! Acreditarmos que vamos ser capazes de tudo, estarmos motivados para sermos melhores nas mais variadas vertentes – querer aproveitar todo o nosso potencial!

Se daqui a um mês estou desiludida comigo, paciência, por esta sensação – já valeu!

Bom ano!!

 

Anúncios

Sad rainy days

Nem acredito neste tempo horrível depois daqueles dois dias maravilhosos…! E é ainda mais triste olhar para as previsões dos próximos dias…

Lembro-me de há uns anos a minha mãe queixar-se do tempo e eu dizer que para mim era um bocado indiferente, sobretudo estando em tempo de aulas, se está a chover ou se está sol. Nem sei como não ligava porque nessa altura andava bastante a pé e de autocarro/metro porque andava ainda no secundário no Porto e vivia em Vila do Conde.

Hoje em dia, o tempo tem imensa influência no meu estado de espírito! Por isso, passar de um dia de look total white e sandálias, para leggins pretas e botas de cano alto… Ui. Custou. Ainda por cima com a Luisinha a chorar todo o dia – ontem foi dose.

TotalWhite

Vamos ver como corre hoje!

1 YEAR OF BLOGGING

baloesRecebi uma notificação a lembrar que hoje o blog faz 1 ano!

Há um ano decidi criar o blog depois de algum tempo a pensar sobre se o devia fazer ou não – em todo o lado lia que o mais importante na manutenção de um blog é ser assíduo, criar conteúdos apelativos, definir quem é o meu target e adequar o blog às suas características etc etc. E isso não era o que eu queria! Não queria ter uma “prisão” que me criasse stress e ter de pensar em conteúdos pré-fabricados para ir ao encontro do que as pessoas gostam de ler.

Apesar disso, decidi arriscar porque, por um lado, isto não é um projeto profissional que envolvesse investimento nem tinha grandes expectativas…

Criei just for fun! E é assim que tem sido – falo sobre o que me apetece e quando tenho realmente alguma coisa a dizer.

E tem sido top!

 

Para quem me lê: é isto que podem esperar – temas diversos, assim como é a vida – posts sobre o que me vai na cabeça ou sobre o que estou a viver.

E quando? Quando bem me apetecer!

1 ANOO!! YAY!

30 WEEKS – Let the countdown begin

O meu bebé faz hoje 30 semanas de vida, o que significa que dentro de 10 semanas já o vamos conhecer. Can’t wait!

IMG_0183
24 semanas

Mil e uma coisas passam pela minha cabeça – Como é que vou lidar com um recém-nascido? Como vai ser a nossa vida daqui para a frente com uma pessoa a depender de nós? Como vai ser agora que vamos deixar de ser só os dois? Como vai ficar a minha carreira?

Vivo a gravidez com alguma ansiedade desde o princípio. Acho que é por ser o primeiro filho… que vem desestruturar um pouco a nossa vida. Acredito que em próximos filhos tudo seja diferente.

Picture1
26 semanas

Nesta fase em que já só faltam 10 semanas, oscilo várias vezes ao dia entre sentir que falta imensooo ou que está quase. Não sei bem qual é a realidade.

Pensar que tenho só mais algumas semanas de trabalho pela frente e tanta coisa para fazer! Por outro lado, pensar que agora é que vão ser elas – é que a barriga vai crescer, as dores nas costas vão aumentar, as roupas vão começar a apertar mais, vou ficar com “cara de grávida”…

Não compreendo as pessoas que dizem que adoraram estar à espera de bebé. Para mim, a gravidez é puramente um meio para atingir um fim e é assim que a vivo, a pensar que tenho de passar por isto e que não teria outra hipótese para ter um filho; mas se pudesse…

De que é que as pessoas gostam? De sentir a barriga a esticar até parecer que vai rebentar? De andar à pata choca? De responder às mesmas perguntas 700 vezes ao dia? De deixar de poder usar roupa gira? De ser interrompida por pontapés constantemente? De comer e sentir mega pressão nas costelas? Da azia? Para não falar de outros sintomas nada simpáticos.

Barriga2

Talvez do mimo que se recebe, da atenção das pessoas num geral que nos deixam passar nas portas (não sei porquê), que nos apanham as coisas do chão e se preocupam constantemente connosco. Mas eu não, preferia ser “uma pessoa normal” 🙂

Para ser sincera, a única vantagem que vejo na gravidez (sem contar com o óbvio que é ter um bebé!), é o lugar de estacionamento no trabalho (sim, porque não se apanha lugares de grávida livres em mais lado nenhum! Estão sempre ocupados.).

Anyway, faltam 10 semanas, tenho ainda muito para fazer até lá, e espero continuar a sentir-me bem e a não ter qualquer problema de saúde como tem sido até agora. Tenho tido imensa sorte! Mal posso esperar por conhecer a nossa filha.

tri_selfie.png
30 semanas

 

 

YOU CAN’T HIDE FROM YOURSELF

Depois de uns tempos a lidar com as mais recentes mudanças – gravidez, mudança de função, as minhas amigas a irem embora do país ou, pelo menos, do Porto – estou preparada para voltar.

Preparada para lidar com tudo sem dramas, só com alegria e coragem.

Volto com uma música que me tem tocado especialmente nos últimos tempos:

 

E agora ainda tem mais significado para mim: todos os dias tenho de lidar com o facto de ter de “carry my own weight” 🙂

WELCOME TO MY LIFE

KeepCalm_blog

Hoje em dia a vida corre a 200km/h.

Somos mulheres, donas-de-casa, filhas, irmãs, colegas de trabalho, mães (not so fast…)…. E tudo isto exige de nós uma gestão constante de papeis e de expectativas mas sobretudo de tempo. Como conseguimos fazer tudo isto e ainda ser felizes?

Sempre fui uma rapariga acelerada, a minha cabeça está sempre às voltas a pensar sobre várias assuntos de uma só vez, todos misturados e interrompidos por mais pensamentos. Tenho dificuldade em parar e relaxar.

Mesmo quando tento não pensar em nada, vejo-me obrigada a repetir na minha cabeça “não penses em nada, não penses em nada”.

Este blog vai servir para arrumar ideias, partilhar com outros as minhas opiniões e pensamentos numa tentativa de deixar a minha cabeça parar! E pode ser que tenha mais espaço para mais ainda!

Hope you like it!