GOSTAR DO QUE NÃO SE GOSTA

SLIP-ONS.

As sapatilhas dos anos 80 que voltaram em força e estão em todo o lado.

Slip-on

Não gosto. Mas…até gosto.

Aproveito esta tendência para perguntar: o que nos leva a acabar por gostar de tendências que inicialmente quase repugnamos?

Acontece-me muitas vezes, com vários artigos.

Não consigo entender o porquê.

Será como os cheiros, que com a habituação deixamos de sentir?

Será como o ditado “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura“?

Na verdade, penso que este fenómeno vem da necessidade de adaptação e enquadramento na sociedade que todos os seres humanos têm. E até onde vai esta necessidade?

Ou… a moda é simplesmente assim – impossível resistir.

Vou ter de de admitir: quero uns. 

Slip-ons

Anúncios

CRISTINA

cristina revistaComo muitas outras pessoas, fui comprar a revista da Cristina Ferreira.

Este fenómeno é de tal maneira intrigante que me deixa colada.

Tenho seguido os passos desta woman-brand.

Comprei e li a revista toda em dois dias! A revista está muito boa. Com boa qualidade, temas interessantes e muitas ideias novas.

Têm de dar uma vista de olhos.

Afinal ela consegue ser boa nas coisas em que se envolve, não é só marketing.

Tenho algumas reticências quanto à Cristina e não me identifico com a sua maneira de estar. Mas tenho de admitir:

quem me dera conseguir conquistar tanto assim tão nova.

CHANEL FW15 | PARIS FW

BRASSERIE GABRIELLE
FASHION-FRANCE-CHANEL

Este ano, Karl Lagerfeld, surpreendeu-nos ao escolher como palco para o desfile da coleção FW15 uma Brasserie Parisiense!Chanel-Fall-2015-16

Tenho sempre dificuldade em identificar-me com as coleções na passerelle por serem tão extravagantes e não usáveis na nossa vida “normal”.

Será esta uma tentativa de transpor para a vida real as criações maravilhosas, habitualmente apresentadas em passerelles tão distantes de nós?

Vestidos

Gostei especialmente do cair destes vestidos!

WELCOME TO MY LIFE

KeepCalm_blog

Hoje em dia a vida corre a 200km/h.

Somos mulheres, donas-de-casa, filhas, irmãs, colegas de trabalho, mães (not so fast…)…. E tudo isto exige de nós uma gestão constante de papeis e de expectativas mas sobretudo de tempo. Como conseguimos fazer tudo isto e ainda ser felizes?

Sempre fui uma rapariga acelerada, a minha cabeça está sempre às voltas a pensar sobre várias assuntos de uma só vez, todos misturados e interrompidos por mais pensamentos. Tenho dificuldade em parar e relaxar.

Mesmo quando tento não pensar em nada, vejo-me obrigada a repetir na minha cabeça “não penses em nada, não penses em nada”.

Este blog vai servir para arrumar ideias, partilhar com outros as minhas opiniões e pensamentos numa tentativa de deixar a minha cabeça parar! E pode ser que tenha mais espaço para mais ainda!

Hope you like it!